As novas faces do constitucionalismo: os desafios para a efetivação da Constituição na sociedade informacional

  • Marília Do Nascimento Pereira UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA
  • Valéria Ribas Do Nascimento UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA
Palavras-chave: Constitucionalismo. Cidadania. Democratização. Efetivação da constituição

Resumo

O presente artigo pretende tratar das novas facetas do constitucionalismo contemporâneo com vistas a dar o suporte de direitos que a sociedade informacional anseia. Trata-se de revelar os desafios que permeiam o constitucionalismo para que o povo a qual se dirige à Constituição sinta-se preservado e torne-se cidadão efetivo nas práticas do Estado. É estudar as noções de pertencimento e cidadania em face de uma Constituição contemporânea que deve dar suporte as novas relações sociais estabelecidas pela era da informação. Busca-se analisar as transformações ocorridas pela revolução informacional na relação dos indivíduos com o Estado a partir de uma compreensão de ressignificação do próprio Direito até atingir uma cultura jurídico-constitucional. A metodologia empregada consistiu na técnica de pesquisa documental, consultando-se material bibliográfico sobre o assunto, utilizando-se do método hermenêutico fenomenológico

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marília Do Nascimento Pereira, UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA

MESTRANDA EM DIREITO, LINHA DE PESQUISA:DIREITOS DA SOCIEDADE EM REDE

Valéria Ribas Do Nascimento, UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA

DOUTORA EM DIREITO PELA UNISINOS (UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS)

PROFESSORA ADJUNTA DO DEPARTAMENTO DE DIREITO E DO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM DIREITO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA

Referências

BARCELLOS, Logan Caldas. A legitimidade democrática da jurisdição constitucional e o contramajoritarismo no contexto da judicialização da política e do ativismo judicial. In: Prismas: Dir., Pol. Publ. e Mundial., Brasília, v. 8, n. 1, p. 1-43, jan./jun. 2011.

BERNARDES, Marciele Berger. Democracia na sociedade informacional: o desenvolvimento da democracia digital nos municípios brasileiros. São Paulo: Saraiva, 2013.

CANOTILHO, José Joaquim Gomes. Direito Constitucional e Teoria da Constituição. 7. ed. Coimbra, Almedina: 2003.

CASTELLS, Manuel. A galáxia da Internet: reflexões sobre a Internet, negócios e a sociedade. Traduzido por Maria Luiza X. de A. Borges. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2003.

CHATELET, François; DUHAMEL, Olivier; PISIER-KOUCHNER, Évelyne. As Concepções Políticas do século XX: história do pensamento político. Traduzido por: COUTINHO, Carlos Nelson de; KONDER, Leandro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1983.

HÄBERLE, Peter. Estado Constitucional Cooperativo. Rio de Janeiro: Renovar, 2007.

KANT,Immanuel.Para a paz perpétua – Estudo introdutório.Tradução Joám Evans Pim: Instituto Galego de Estudos de Segurança Internacional e da Paz, 2006.

LEMOS, André; LÉVY, Pierre. O futuro da Internet: em direção a uma ciberdemocracia. São Paulo: Paulus, 2010.

LOJKINE, Jean. A Revolução informacional. Traduzido por José Paulo Netto. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2002.

MOREIRA, Alexandre Mussoi. As transformações do Estado: neoliberalismo, globalização e conceitos jurídicos. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2002.

MORAIS, Germana de Oliveira; FREITAS, Raquel Coelho. O novo constitucionalismo latino-americano e o giro ecocêntrico da Constituição do Equador de 2008: os direitos de pachama e o bem viver (Sumak kawsay), 2013 p.103 -124.In: WOLKMER, Antonio Carlos.

Constitucionalismo Latino-americano. Tendências contemporâneas. Curitiba: Juruá, 2013.

NASCIMENTO, Valéria Ribas do. Neoconstitucionalismo e ciberdemocracia: desafios para a implementação da cidadania na perspectiva de Perez Luño. Revista de informação legislativa : v. 49, n. 194 (abr./jun. 2012). Disponível em:< http://www2.senado.leg.br/bdsf/item/id/496580 > Acesso em : 15 jun 2015.

NASCIMENTO, Valéria Ribas do. O tempo das reconfigurações do Constitucionalismo: os desafios para uma cultura cosmopolita. São Paulo: LTr, 2011.

NEVES, Marcelo. A constitucionalização simbólica. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

SANTOS, André Leonardo Copetti. Elementos de Filosofia Constitucional. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2009.

SILVA, Tomaz Tadeu da (Org.). Identidade e Diferença: a perspectiva dos estudos culturais. 9.ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2009.

SITO, Santiago A. Berger; VIEIRA, Gustavo Oliveira; PENNA, Luciana Rodrigues. Da sociedade em rede à interconstitucionalidade: a interlocução entre Castells e Canotilho. Disponível em:< http://www.publicadireito.com.br/conpedi/manaus/arquivos/anais/salvador/santiago_artur_berger_sito.pdf > Acesso em 31 maio 2015.

SUNSTEIN, Cass. Republic.com 2.0. Princeton University Press: New Jersey, 2007.

PÉREZ LUÑO, Antonio Enrique. Dogmática de los derechos fundamentales y transformaciones del sistema constitucional. In: Teoria y Realidad Constitucional: Derechos Fundamentales. Editorial Universitária Ramón Areces, n. 20, p. 495-511, 2º semestre, 2007.

PÉREZ LUÑO, Antonio Enrique.Los derechos humanos en la sociedad tecnológica. Madrid: Editorial Universitas, 2012.

PÉREZ LUÑO, Antonio Enrique. Internet y Los derechos Humanos. Derecho y conocimiento, Vol. 2, pags 101-121. Facultad de derecho: Universidad de Huelva, 2013.

REYES, Manuel Aragón. La constituición como paradigma . In: CARBONELL, Miguel (ed). Teoría del neoconstitucionalismo. Ensayos escogidos. Madrid: Editorial Trotta, 2007.

VERDÚ, Pablo Lucas. O sentimento constitucional: aproximação ao estudo do sentir constitucional como modo de integração política. Tradução e prefácio por Agassiz Almeida Filho. Rio de Janeiro: Forense, 2004.

VIEIRA, Gustavo Oliveira. Constitucionalismo na Mundialização: Desafios e Perspectivas da Demoracia e dos Direitos Humanos. Ijuí: Editora Unijuí, 2015.

WOLKMER, Antonio Carlos. Pluralismo Crítico e perspectivas para um novo constitucionalismo na América Latina, 2013 p.19-42. In: WOLKMER, Antonio Carlos. Constitucionalismo Latino-americano. Tendências contemporâneas. Curitiba: Juruá, 2013.

ZOLO, Danilo. Cosmópolis: perspectiva y riesgos de un gobierno mundial. Traducción Rafael Grasa y Francesc Serra. Ediciones Paidós Ibérica: Barcelona, 1997.

Publicado
2016-02-22
Como Citar
Pereira, M. D. N., & Do Nascimento, V. R. (2016). As novas faces do constitucionalismo: os desafios para a efetivação da Constituição na sociedade informacional. Revista De Direitos E Garantias Fundamentais, 17(1), 249-267. https://doi.org/10.18759/rdgf.v17i1.736
Seção
Democracia Constitucional e Cidadania