A objeção de consciência ao serviço militar como forma de desobediência civil frente às obrigações e políticas militaristas: o caso do Movimento de Objeção de Consciência na Espanha.

José Alcides Renner

Resumo


Este artigo trata do Movimento de Objeção de Consciência (MOC) ao serviço militar na Espanha. Descreve e analisa a sua origem, o contexto histórico em que surgiu, a ideologia dos seus integrantes, os objetivos e as ações levadas a cabo. Apresenta os aspectos mais relevantes da legislação de objeção de consciência ao serviço militar e as críticas que foram feitas a ela. Procura-se mostrar como e porque todo este conjunto de elementos transformaram o referido movimento de objeção de consciência num paradigmático caso de desobediência civil, apontando-se as principais características e distinções entre as figuras, a objeção de consciência e a desobediência civil. Vislumbra-se, por fim, que a solução para casos como o do movimento descrito e analisado, como nos casos de desobediência civil em geral, requer um aprofundamento dos mecanismos democráticos de elaboração das normas e políticas públicas.

Palavras-chave


Objeção de consciência ao serviço militar. Desobediência civil. (Anti)militarismo. Pacifismo. Movimentos sociais.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18759/rdgf.v0i11.174

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista de Direitos e Garantias Fundamentais

Licença Creative Commons
Revista de Direitos e Garantias Fundamentais http://www.fdv.br/sisbib/index.php/direitosegarantias está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.