A liberdade de expressão e seus limites na Internet: uma análise a partir da perspectiva da Organização dos Estados Americanos

Rosane Leal da Silva, Bárbara Eleonora Taschetto Bolzan, Paula Fabíola Cigana

Resumo


O objetivo deste trabalho é investigar qual o entendimento da Organização dos Estados Americanos acerca do direito à liberdade de expressão e seus limites no contexto da Internet. Para tanto, foi utilizado o método de abordagem dedutivo e de procedimento monográfico, e as técnicas de pesquisa utilizadas foram revisão bibliográfica e análise documental. Conclui-se que o entendimento da Organização dos Estados Americanos é de que a liberdade de expressão é uma garantia fundamental nas sociedades democráticas, devendo ser amplamente defendida, ao passo que eventuais restrições devem ser cautelosamente analisadas e cumprir a determinados requisitos a fim de serem legítimas. 


Palavras-chave


Direitos Fundamentais; Liberdade de Expressão; Internet.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Rafael Luft de. A liberdade de expressão e o discurso de ódio na era da Internet. Revista de Direito das Novas Tecnologias. São Paulo, nº 8, p. 7-32, jul. 2011/jun. 2012.

ARGENTINA. Constitución de la Nacion Argentina (1994). Disponível em: < http://servicios.infoleg.gob.ar/infolegInternet/anexos/0-4999/804/norma.htm>. Acesso em: 10 jun. 2017.

______. Parlamento. Lei 26.032, de 16 de junho de 2005. Disponível em: . Acesso em 10 jun. 2017.

______. Corte Suprema de Justicia de la Nación Argentina. Rodríguez María Belén c/google Inc. s/ Daños y Perjuicios. Sentencia de 28 de Octubre de 2014. Disponível em: . Acesso em: 01 ago. 2017.

ASSANGE, Julian. Cypherpunks. 1. Ed. São Paulo: Boitempo, 2013.

BARROSO, Luís Roberto. Liberdade de expressão versus direitos da personalidade. Colisão de direitos fundamentais e critérios de ponderação. In: SARLET, Ingo Wolfgang (org.). Direitos fundamentais, informática e comunicação: algumas aproximações. Porto Alegre : Livraria do Advogado, 2007, p. 63-100.

______. Decreto no. 678, de 6 de novembro de 1992. Convenção Americana sobre Direitos Humanos (Pacto de São José da Costa Rica), de 22 de novembro de 1969. Disponível em: . Acesso em: 17 jun. 2017.

______. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil: promulgada em 5 out. 1998. Disponível em: Acesso em: 15 abr. 2017.

______. Lei nº 12.965, de 23 de abril de 2014. Estabelece princípios, garantias direitos e deveres para o uso da Internet no Brasil. Diário Oficial, Brasília, DF. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l12965.htm>. Acesso em: 15 abr. 2017.

______. Lei nº 13.188, de 11 de novembro de 2015. Dispõe sobre o direito de resposta ou retificação do ofendido em matéria divulgada, publicada ou transmitida por veículo de comunicação social. Diário Oficial, Brasília, DF. Disponível em: . Acesso em: 20 abr. 2017.

______. Superior Tribunal de Justiça. Acórdão. Recurso Especial Nº. 1 568 935 / RJ. Terceira Turma. Relator: Ricardo Villas Bôas Cueva. Julgado em 05/04/2016. Disponível em: . Acesso em: 17 abr. 2017.

CIDH. Marco Jurídico Interamericano sobre el Derecho a la Libertad de Expresión, 2010. Relatoría Especial para la Libertad de Expresión. ISBN 978-0-8270-5457-8, 2010. Disponível em: . Acesso em: 25 jun. 2017.

______. Informe anual de la Relatoría Especial para la Libertad de Expresión, 2013a: Informe anual de la Comisión Interamericana de Derechos Humanos, 2013, vol.2 / Catalina Botero Marino, Relatora Especial para la Libertad de Expresión, 2013. Disponível em: . Acesso em: 25 Jun. 2017.

______. Libertad de expresión e internet, 2013b. Relatoría Especial para la Libertad de Expresión. Comisión Interamericana de Derechos Humanos. OEA/Ser.L/V/II CIDH/RELE/INF.11/13, 2013. Disponível em: . Acesso em: 25 Jun. 2017.

______. Jurisprudencia Nacional en Materia de Libertad de Expresión. Relatoría Especial para la Libertad de Expresión de la Comisión Interamericana de Derechos Humanos. Edison Lanza, Relator Especial para la Libertad de Expresión, 2016. Disponível em: < http://www.oas.org/es/cidh/expresion/docs/basicos/JURISPRUDENCIA_ESP.pdf> .Acesso em: 25 Jun. 2017.

______. Estándares para una Internet libre, abierta e incluyente, 2017. / Relatoría Especial para la Libertad de Expresión de la Comisión Interamericana de Derechos Humanos. v. ; cm. (OAS. Documentos oficiales ; OEA/Ser.L). ISBN 978-0-8270-6636-6, 2017. Disponível em: .Acesso em: 25 Jun. 2017.

CLARÍN. Libertad de expresión: Macri firmó la declaración de Chapultepec. Disponível em: . Acesso em 10 jun. 2017.

DELMAS-MARTY, Mireille. Résister, responsabiliser, anticiper. Paris: Seuil, 2013.

FARIAS, Edilsom Pereira de. Liberdade de expressão e comunicação: teoria e proteção constitucional. 2001. Tese, Doutorado em Direito, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2001.

KIM, Joon Ho. Cibernética, ciborgues e ciberespaço: notas sobre as origens da cibernética e sua reinvenção cultural. In: Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, ano 10, n. 21, jan./jun. 2004, p. 199-219.

LEONARDI, Marcel. Internet: elementos fundamentais. In: Responsabilidade Civil na Internet e nos demais meios de comunicação, coordenado por Regina Beatriz Tavares da Silva e Manoel J. Pereira dos Santos. 2. ed. São Paulo: Saraiva, 2012.

MEYER-PFLUG, Samantha Ribeiro; LEITE, Flávia Piva. Liberdade de expressão e o direito à privacidade no Marco Civil da Internet. In: DE LUCCA, Newton; SIMÃO FILHO, Adalberto; LIMA, Cíntia Rosa Pereira. Direito e Internet III: Marco Civil da Internet III – tomo I. São Paulo : Quartier Latin, 2015, p. 431-446

MEYER-PFLUG, Samantha Ribeiro. Liberdade de expressão e discurso do ódio. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2009.

ORGANIZAÇÃO DOS ESTADOS AMERICANOS. Carta de la organización de los Estados Americanos. Bogotá, Colômbia, 1948. Disponível em: . Acesso em: 14 jun. 2017.

______. Quem somos. Sítio Oficial OEA. 2017. Disponível em: . Acesso em: 16 jun. 2017.

PODESTA, Fábio Henrique. Marco Civil da Internet e Direitos de Personalidade. In: DE LUCCA, Newton; SIMÃO FILHO, Adalberto; LIMA, Cíntia Rosa Pereira. Direito e Internet III: Marco Civil da Internet III – tomo I. São Paulo: Quartier Latin, 2015, p.385-402.

SALDANHA, Jânia Maria Lopes. Os desafios do “império cibernético” na era da aceleração da informação: um “sexto continente” de liberdade perfeita ou de controle perfeito? In: Direitos emergentes na sociedade global: anuário do programa de pós graduação em direito da UFSM. Ijuí: Editora Unijuí, 2013.

SOUZA, Carlos Affonso Pereira de. As cinco faces da proteção à liberdade de expressão no marco civil da internet. In: DE LUCCA, Newton; SIMÃO FILHO, Adalberto; LIMA, Cíntia Rosa Pereira. Direito e Internet III: Marco Civil da Internet – tomo II. São Paulo: Quartier Latin, 2015, p.377-408.

URUGUAY. Constitución de la República (1967). Disponível em: . Acesso em: 10 jun. 2017.

______. Parlamento. Lei 18.331, de 06 de agosto de 2008. Disponível em: < https://parlamento.gub.uy/documentosyleyes/leyes?Ly_Nro=18331&Ly_fechaDePromulgacion%5Bmin%5D%5Bdate%5D=&Ly_fechaDePromulgacion%5Bmax%5D%5Bdate%5D=&Ltemas=&tipoBusqueda=T&Searchtext=>. Acesso em 10 jun. 2017.

______. Parlamento. Lei 19.307, de 22 de dezembro de 2014. Disponível em: . Acesso em 10 jun. 2017.

______. Suprema Corte de Justicia de Uruguay. IUE 1-18/2015. Directv de Uruguay Limitada c/ Poder Legislativo. Acción de inconstitucionalidad. Sentencia No. 79 de 5 de abril de 2016. Disponível em: . Acesso em: 01 ago. 2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.18759/rdgf.v20i1.1092

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista de Direitos e Garantias Fundamentais

Licença Creative Commons
Revista de Direitos e Garantias Fundamentais http://www.fdv.br/sisbib/index.php/direitosegarantias está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.